Agora você consegue investir em fundos de bitcoin e criptomoedas na Inter Invest

Disponibilizamos para nossos clientes um fundo que multiplicou o dinheiro de quem investiu em MAIS DE QUATRO VEZES nos últimos 12 meses.

É uma oportunidade prática de você investir em uma estratégia que já vem conquistando os bilhões de Wall Street, inclusive do Elon Musk, o homem mais rico do mundo.

Imagem criptomoeda

Olá,
Aqui quem escreve é o Lucas Fonseca, Head de Produtos de Investimento aqui no Inter.

Vim falar com você sobre bitcoin e criptomoedas. Você já deve ter ouvido falar disso, não é?

Sim, você leu ali em cima que estamos entrando nesse mercado e estamos oferecendo para você a oportunidade de investir nessa estrategia por meio de um excelente fundo que está disponível na nossa plataforma.

Claro, se esse tipo de investimento estiver de acordo com seu perfil de investidor.

Mas, antes, eu queria te explicar um pouco sobre o tamanho dessa possibilidade. Peço que você leia esse texto com uma mentalidade prática. Uma mentalidade voltada para ganhar dinheiro com investimentos, mas sempre sabendo dos riscos que está disposto a correr, aquela famosa dupla risco e retorno.

Por um momento, esqueça o que o bitcoin e as criptomoedas são em si.

Teoricamente, você não precisa entender isso, da mesma maneira que você não precisa entender o funcionamento do caixa eletrônico quando você vai fazer um saque, certo? O que interessa é que o dinheiro apareça na bandeja no fim da transação.

Eu posso falar que o bitcoin e as criptomoedas são ativos digitais criados a partir de uma tecnologia descentralizada e não replicável, como o blockchain.

Mas não é sobre isso que vim escrever. Eu vim falar sobre a possibilidade do bitcoin e das criptomoedas de serem bons investimentos. Aliás, ótimos investimentos.

Um investimento que já trouxe muito retorno para aqueles que aplicaram nesses ativos no momento certo (mas lembre-se que retornos passados não garantem retornos futuros!).

E que também tem muita volatilidade, isto é, a variação dos preços, o sobe e desce, principalmente nos curtos prazos, e que precisa ser feito com cautela, por conta dos riscos.

Ou seja, é um tipo de investimento que permite que você invista de acordo com o seu orçamento e tenha eventuais ganhos, de acordo com o preço de um dos ativos mais vigiados do mercado. Esse produto tem o potencial de ser considerado um verdadeiro multiplicador de capital.

E veja a seguir um exemplo para você entender o que eu quero dizer com “multiplicador”.
Em 2016, o bitcoin já estava chegando ao mainstream, muita gente já conhecia o ativo. Tanto que já existia matéria do Jornal da Globo falando no assunto...

Ou seja, não era nenhum conhecimento restrito a alguns poucos experts da computação.

Pois é, se você tivesse investido em Bitcoin exatamente nesse dia da publicação da matéria no Jornal da Globo, dia 26 de julho de 2016, e segurado o investimento até agora, você estaria bem mais rico ou mais rica do que está hoje...

Quer ver?

Em 26 de julho de 2016, uma unidade de bitcoin valia US$ 650.

Fonte: Coinmarkercap

Bom, hoje, enquanto escrevo este documento, no dia 9 de fevereiro de 2021, um Bitcoin está valendo US$ 45.908,53.

Fonte: Coinmarketcap

Isso quer dizer que quem investiu em bitcoin em 2016, talvez influenciado pela reportagem do Jornal da Globo...

...hoje multiplicou o capital investido em 70,62 vezes.

Isso é o mesmo que investir R$ 1.000 e hoje ter R$ 70.627.

Investir R$ 5.000 e hoje ter R$ 353.135...

Ou mesmo investir R$ 10.000 lá atrás e hoje ter R$ 706.627.

Vale lembrar que os retornos acima são brutos de impostos, e que se referem a um período que já passou. Mas é dinheiro para mudar a vida financeira de qualquer um.

Claro que rentabilidade passada não garante lucro futuro. E que o bitcoin pode variar muito de valor, para mais ou para menos do que isso que mostrei, nos próximos anos.

Mas eu tenho duas boas notícias para você:

1 – Temos motivos consistentes para acreditar que a valorização passada do bitcoin, essa de 70 vezes o investimento, tem tudo para se repetir... E eu vou te mostrar por que.

2 - Na Inter Invest, você pode começar a explorar esse mercado de um jeito bem fácil e prático. Deixando toda a burocracia com a gente!

Tudo da forma Inter Invest de ser:

- Sem precisar abrir conta no exterior;
- Investindo em reais;
- Declarando o imposto de renda da mesma forma que você sempre fez;
- Sem se preocupar com wallets, sem guardar senha em papelzinho, sem pen drive (quem tem a menor noção do que é investir em criptomoedas sabe como isso pode ser chato);
- Investindo por meio de um fundo com performance vencedora até aqui, e regulado pela CVM.

Sobre o ponto 1, eu tenho uma notícia fresquinha que você deve ter visto por aí.

O Elon Musk, o home mais rico do mundo, acabou de anunciar a compra de 1,5 bilhões de dólares em Bitcoin por meio de sua empresa, a Tesla:

Fonte: G1

Agora, com essa bela impulsionada do homem mais rico do mundo, as exchanges (as "corretoras” de criptomoedas) estão enfrentando dificuldades para aceitar novos investimentos, tamanha a demanda.

Fonte: Cointelegraph

Tradução:
“Maiores exchanges sofrem enquanto Bitcoin sobe de valor com o investimento de 1,5 bi da Tesla.

Como sempre, quando o bitcoin sobe e os traders precisam de exchanges com serviço estável, algumas acabam perdendo a estabilidade, de forma quase garantida.”

Assim, soluções como essa da Inter Invest, em que você compra bitcoin e criptomoedas por meio de um fundo de investimento regulado pela CVM, têm sido uma excelente saída, e não só do ponto de vista de praticidade.

Talvez seja a única forma de investir com estabilidade e com o aval da CVM, tamanha a demanda pela criptomoeda. Até porque, cá entre nós, você já tem conta no Inter, já tem acesso à nossa plataforma. Aqui a decisão é tão simples quanto decidir se vale a pena investir ou não. Mais nada.

E não é só o Elon Musk que está causando esse fluxo de alta nas criptomoedas, não. Está havendo um verdadeiro fluxo de dinheiro institucional para dentro desse mercado.

Os bilhões de Wall Street estão se voltando para o bitcoin e as criptomoedas.

Em uma navegada simples na internet, você encontra facilmente manchetes como essas:

Fonte: Forbes
“Larry Fink, CEO da Blackrock, diz que o o Bitcoin pode ser relevante.”

Fonte: Bloomberg
“Niall Ferguson, da Stanford, diz que o ‘bitcoin está ganhando a revolução monetária causada pela Covid-19’”

Fonte: Coindesk
“Fundos do Guggenheim acenam que vão investir em torno de 500 milhões de dólares em GTBC (uma ETF de bitcoin).”

E isso está causando uma dificuldade real para quem quer comprar bitcoin e criptomoedas.

Fonte: Cointelegraph

Fonte: Livecoins

Por isso que uma solução como essa da Inter Invest vem em ótima hora.

Esta é uma oportunidade de investir diretamente da nossa plataforma em dois fundos geridos pela nossa parceira, a Vitreo.

Com todas as vantagens que mencionei: você não precisa se preocupar com nenhuma burocracia. Isso fica a cargo aqui do nosso time e do time de gestão da Vitreo.

Você só precisa decidir se vale a pena ou não e se esse tipo de investimento está de acordo com o seu perfil de investidor.

A Vitreo é uma plataforma de investimentos e gestora de recursos regulada pela CVM, que compartilha com a Inter Invest o propósito de ter o cliente no centro das suas escolhas de investimento.

E o fundo principal da Vitreo de Criptomoedas tem tido um rendimento multiplicador. O fundo foi criado em 29 de fevereiro do ano passado.

De lá para cá (cota do dia 05/02), o fundo tem entregado 363,41% de lucro (bruto de impostos) aos seus cotistas.

Fonte: Vitreo

Isso é o mesmo que multiplicar o investimento inicial em 4,63 vezes EM UM ANO.

É entrar com R$ 1.000 e ter, depois de um ano, R$ 4.634.

Quem investiu R$ 5.000 um ano depois tem R$ 23.170...

É um rendimento absurdo. Sinceramente, só o bitcoin e as criptomoedas têm entregado algo próximo disso hoje em dia.

Mas é sempre bom deixar claro que esse retorno passado não é promessa de rendimento futuro. E que esse é um investimento de alto risco: a sugestão é que você invista no máximo 5% de seu patrimônio, para conseguir proteger seu capital e limitar suas perdas.

O bitcoin e as criptomoedas são muito voláteis. Podem se valorizar mais de 10% em um dia? Sim. Mas esse movimento pode ser para baixo também, e até maior.

Bom, tenho um ponto final aqui. O fim dessa página tem dois botões. E eu vou te explicar o motivo deles.

Pelas regras da CVM, o fundo CriptoMoedas, que citei acima, só pode ser oferecido para o investidor qualificado.

Só para quem tem mais de 1 milhão de reais investidos ou quem tem uma certificação aceita pela CVM.

Essa é uma exigência regulatória que a gente tem que seguir.

Mas há uma alternativa muito interessante, que tem a ver com o outro botão que você pode encontrar no fim desta página:

É o Cripto Metals Blend, aberto a todos os investidores.

É um fundo que obedece a exigência regulatória de investir, no máximo, 20% no exterior, em cripto (através do próprio CriptoMoedas), de uma maneira muito inteligente.

A composição dele é dividida em 20% no fundo Criptomoedas e 80% em prata e em ouro (através de fundos da própria Vitreo).

Todos eles são ativos escassos. Todos são ativos que vão na contramão de todas as economias do pós-pandemia.

Para você ter uma ideia do potencial que esse combo tem, eu simulei um retorno em backtest, considerando a alocação atual do fundo, com ouro, prata e cripto, desde o início, no dia 28/02/20 até o dia 28/01/21, e o resultado é fantástico.

Como o fundo de prata só passou a existir em julho/2020, criei a simulação com um ETF de prata, no período total.

Considerando OZ1D (ouro, com retorno de 33,61%), SLV (prata, com retorno de 53,13%) e o Fundo cripto, com quase 300%, todos no mesmo período, o retorno teórico total teria sido de 84,79% (este retorno simulado não é líquido de impostos e taxas).

É quase o dobro do valor investido (bruto de impostos).

Ou seja, um investimento de R$5.000,00, teria virado R$9.239,50.

R$10.000 viraria R$18.479,00

Ou mesmo R$ 100.000 teria virado R$ 184.790.

Mas vale lembrar que isso é uma simulação, e que os retornos do fundo podem ser bem diferentes, para cima ou para baixo.

Essa estratégia do Cripto Metals Blend passou a ser implementada em 10 de novembro de 2020. Antes disso, o fundo tinha 20% no CriptoMoedas e o restante em caixa.

Desculpa falar o português claro: é MUITO DIFÍCIL achar algum produto financeiro que tenha dado retorno PRÓXIMO disso.

E aqui estamos falando de um fundo aberto para o público geral. Não é preciso ser milionário.

Tudo isso com um fundo super estratégico, pronto para ganhar muito com a assimetria das criptomoedas e com uma excelente proteção de portfólio, mas também disposto a correr os riscos da estratégia.

Ninguém pode criar bitcoin e criptomoeda do nada. E, logicamente, o mesmo também não pode ser feito com os metais preciosos. É um combo que se aproveita da escassez.

Assim encontramos uma maneira potencialmente muito rentável de atender também o público geral, mantendo a exposição a criptomoedas.

Achou interessante? Acha que faz sentido?

Então clica em um dos botões abaixo. O que mais fizer sentido para seu portfólio.

Se você for investidor qualificado e quiser um fundo 100% exposto a cripto, o seu fundo é CriptoMoedas.

Se você não for investidor qualificado ou se preferir esse “combo da escassez” formado por 20% de cripto e 80% de metais preciosos, seu destino é o Cripto Metals Blend.

Gostou? Então isso era tudo o que eu tinha para escrever. Agora a decisão é sua.

Clicando nos botões abaixo, você entra na página de investimento de cada fundo na nossa plataforma e acessa a oportunidade de incrementar seu patrimônio com criptomoedas.

Indicado para investidores em geral


Quero investir no CRIPTO METALS BLEND

Indicado para investidores qualificados


Quero investir no CRIPTOMOEDAS

Disclaimer:
Rentabilidade passada não garante rentabilidade futura. Este fundo utiliza estratégias que podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus cotistas.Para avaliação da performance de um fundo de investimento, é recomendável a análise de, no mínimo 12 (doze) meses.Quaisquer rentabilidades aqui apresentadas não são líquidas de impostos. Ao investidor é recomendada a leitura do formulário de informações complementares, lâmina de informações essenciais, se houver e o regulamento antes de investir. Fundos de investimento não contam com a garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou Fundo Garantidor de Crédito – FGC. Antes de investir verifique as características do fundo e sempre invista de acordo com o seu perfil de investimentos.